“Açores e Madeira não devem ser penalizados por causa do Montijo”

Carlos Pereira - PS Madeira O líder do PS-Madeira e deputado socialista na Assembleia da República, Carlos Pereira, manifestou “apreensões e preocupações” relativamente ao valor das taxas aeroportuárias a aplicar nos Açores e na Madeira por causa do novo aeroporto do Montijo.
Num requerimento enviado ao Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, Carlos Pereira tece uma série de considerações sobre as taxas a aplicar na Madeira, mas acrescenta que entende que as taxas aeroportuárias nas regiões autónomas “não devem ser influenciadas por este novo investimento” (construção do aeroporto no Montijo). “Na prática, consideramos absolutamente essencial garantir que os cidadãos da Madeira e dos Açores não são penalizados pelos investimentos que serão efectuados na Região de Lisboa”, escreve Carlos Pereira no requerimento.
Na passada terça-feira, na comissão de Economia da Assembleia da República, o deputado socialista Luís Vilhena criticou as elevadas taxas aeroportuárias na Madeira, o que levou o presidente do Conselho de Administração da ANA a concordar, revelando que as taxas descerão quando houver condições para o fazer.
Ponce de Leão explicou que o que interessava era aproximar as taxas do que os mercados estão disponíveis a aceitar, ou seja, as taxas da Madeira teriam de descer, as dos Açores seriam para manter e as de Lisboa subiriam.