20 escalas de navios cruzeiro são esperadas até ao fim do mês de Abril nos Açores

serenade of the seas A segunda quinzena do corrente mês irá trazer ao nosso arquipélago um conjunto muito interessante de escalas.
Entre todas as 20 escalas agendadas merece o realce as preconizadas pelo Serenissima que voltará a Ponta Delgada já hoje para iniciar um segundo cruzeiro temático a todos as ilhas do arquipélago desta vez com passageiros franceses e belgas. De salientar que neste primeiro cruzeiro que tem estado a decorrer sob o signo do bom tempo o Serenissima tem escalado todos as ilhas, incluído a ilha do Corvo. Um dos passageiros deste cruzeiro é o próprio dono do navio o que poderá ser um bom indicativo para nos próximos anos a companhia voltar a incluir os Açores nos seus itinerários.
Depois do excelente movimento registado nestes primeiros dias de Abril estão agendadas 10 escalas em Ponta Delgada com a particularidade de termos novamente dias com mais do que um navio nesta cidade.
Assim para hoje, e para além do regresso do Serenissima em escala de “turn around” teremos igualmente a presença do Aurora, um dos navios que compõem a frota da popular operadora britânica P&O, e que fará no terminal de cruzeiros das Portas do Mar a última escala de um “World Cruise” de 104 dias iniciado no passado dia 09 de Janeiro na cidade inglesa de Southampton e que levou aquele navio a percorrer diversos portos do Mediterrâneo, Indico, Pacifico e Atlântico, incluindo passagens nos canais de Suez e Panamá.
Inaugurado em 2000 o Aurora foi construído nos famosos estaleiros alemães de Meyer Werft em Papenburg, foi baptizado a 27 de Abril daquele ano, tendo sido a sua madrinha a princesa Ana.
Possui 76.152 GT de arqueação bruta, 270 metros de comprimento e 32,2 metros de boca. Tem capacidade para alojar 1.878 passageiros que poderão chegar até aos 2.290 em ocupação máxima e uma tripulação de 936 elementos.
Amanhã, dia 19, será a vez de Ponta Delgada voltar a receber o Royal Clipper, aquele que é até ao momento o maior navio de cruzeiros do mundo à vela. Esta escala está inserida num roteiro de posicionamento entre as Caraíbas e o Mediterrâneo, e que para além de Ponta Delgada inclui escalas em Lisboa e Portimão, antes de entrar no Mediterrâneo.
Construído nos estaleiros de De Merwede na Holanda em 2000, o navio da Stars Clippers tem como principais características  133,2 metros de comprimento, 16,4 metros de boca e um calado de 5,5 metros, possuindo 5.061 toneladas de arqueação bruta. Tem capacidade de alojar até 280 passageiros sendo a sua tripulação constituída por 106 elementos.
O dia 24 marca o regresso a Ponta Delgada do Serenade of the Seas, um dos navios da classe Radiance da Royal Caribbean International, uma das mais conhecidas e poderosas companhias de cruzeiros a nível mundial e que no ano passado fez a sua estreia nesta cidade.
Terceiro navio da aclamada classe Radiance o navio encontra-se em viagem transatlântica de 16 noites entre Fort Laudardale e Copenhaga, incluindo no seu roteiro visitas a Ponta Delgada, Cork, Le Havre, Zeebrugge e Amesterdão
Inaugurado em Agosto de 2003, foi construído na Alemanha nos estaleiros de Meyer Werft em Papenburg. Com 293 metros de comprimento, 32,2 metros de boca e 8,5 metros de calado o navio possui 90.090 toneladas de arqueação bruta, tendo capacidade de alojar 2500 passageiros e 858 tripulantes. Com um total de 12 decks para passageiros dispõe de 1050 camarotes com vista para o exterior e 233 interiores.
O Serenade of the Seas é um dos três navios daquela operadora norte-americana que possuem motorização com turbinas de propulsão a gás, em vez da combinação habitual de motores a diesel ou diesel eléctrico. Por curiosidade refira-se que a madrinha do navio é a conhecida atriz norte-americana Whoppi Goldberg.
Para o dia 26 está reservado o regresso a Ponta Delgada do Brelliance of the Seas, outro dos navios da classe Radiance da frota da RCI e que regressa a Ponta Delgada 10 anos depois da sua última escala registada a 27 de Maio de 2007.
Esta escala faz parte de um itinerário iniciado na cidade de Tampa na Flórida e que para além da nossa cidade inclui paragens em San Juan de Puerto Rico, Málaga e Ibiza antes de chegar a Barcelona, cidade que será o seu “home port” durante a temporada de Verão no Mediterrâneo.
Inaugurado em Agosto de 2002, foi construído igualmente na Alemanha nos estaleiros de Meyer Werft em Papenburg. Tal como o seu gêmeo acima mencionado as suas principais características são 293 metros de comprimento, 32,2 metros de boca e 8,5 metros de calado. Possui 90.090 toneladas de arqueação bruta, tendo capacidade de alojar até perto de 2500 passageiros em ocupação máxima e 858 tripulantes. Com um total de 12 decks para passageiros dispõe de 1050 camarotes com vista para o exterior e 233 interiores.
Igualmente neste dia iremos ter a escala final do Serenissima que novamente nesta cidade fará uma operação de “turn around”.
No dia 27 teremos mais um dia de intenso movimento com a visita a Ponta Delgada de mais dois navios de cruzeiros que no seu conjunto deverão trazer nesse dia a esta cidade perto de 5.500 passageiros e tripulantes.
O primeiro a chegar a Ponta Delgada será o paquete AIDAmar da conhecida operadora alemã Aida Cruises que está a fazer um roteiro transatlântico de 18 noites entre Santo Domingo na Republica Dominicana e a cidade de Warnemunde na Alemanha, e que inclui paragens em St. Kitts e St. Maarten nas Caraíbas, Ferol,  Espanha,  Le Havre, França, Ijmuiden, Holanda e Copenhaga na Dinamarca.
Sobre as suas características gerais o navio mede 251,9 metros de comprimento, 32,2 metros de boca e 7,3 metros de calado. Com 71.302 toneladas de arqueação bruta tem capacidade para receber até perto de 2.500 passageiros em ocupação máxima, sendo a sua tripulação constituída por 634 elementos.
Como curiosidade final diga-se que a Aida Cruises  na altura da construção deste navio lançou um concurso entre os seus fãs cibernautas para atribuição do nome ao navio, tendo  o nome AIDAmar  sido sugerido por um jovem e grande entusiasta madeirense de seu nome Jorge Ferreira que assim ficou ligado a este navio.
O outro navio que estará em Ponta Delgada nesse mesmo dia será o Zuiderdam da conceituada operadora Holland America Line, numa escala inserida num itinerário transatlântico intitulado “16 nights Azores & Normandy Expedition”, entre Fort Laudardale e Copenhaga, que para além de Ponta Delgada e Horta tem previstas escalas em Cherbourg França, Zeebrugge Bélgica e Amesterdão na Holanda antes de chegar a Copenhaga na Dinamarca aonde ficará sediado para a temporada de verão no Norte da Europa.
Inaugurado em 2002 este navio foi construído nos conhecidos estaleiros italianos de Fincantieri. Possui 289,9 metros de comprimento, 32,2 metros de boca, e 8 metros de calado. Tem capacidade par alojar 1830 passageiros em ocupação normal mas que poderão chegar até aos 2.388. A sua tripulação é composta por 812 elementos. Refira-se que segundo os sites de viagens online o navio está “Sold Out”, o que poderá indicar que virá com uma excelente ocupação.
Finalmente as escalas de Abril terminam no dia 28 com a passagem em Ponta Delgada do Prinsendam, o navio mais pequeno da Holland America Line, que fará em Ponta Delgada e no dia seguinte na cidade da Horta as últimas duas escalas de um interessante itinerário intitulado “56 Nights Grand Mediterranean Voyage”, que partindo de Fort Laudardale no passado dia 11 de Março levou o mesmo a visitar diversos portos do Mediterrâneo e Canárias.
Construído nos estaleiros finlandeses de Wartesila Marine, em Turku em 1988 o navio desloca 38.845 toneladas de arqueação bruta. Tem 204,8 metros de comprimento, 28,9 metros de boca e 7,2 metros de calado. A sua capacidade de alojamento é de 766 passageiros em ocupação normal e 460 tripulantes. 
Igualmente neste dia está prevista a passagem do Yatch cruise “Le Ponant” da operadora francesa Compagnie Du Ponant, numa escala de reposicionamento entre as Caraíbas e o Mediterrâneo
Construido em 1991 nos estaleiros franceses Franceise de Com, este elegante e luxuoso Yatch cruise desloca 1.189 toneladas, sendo as suas dimensões de 88,5 metros de comprimento e 11,9 metros de largura. Tem capacidade de alojamento para  64 passageiros e 30 tripulantes.
Ao todo teremos nos diversos portos do arquipélago dos Açores um conjunto de 20 escalas de navios de cruzeiro.

Por Azores Cruise Club/Diário dos Açores