Empresas açorianas afectadas pelo ataque informático global

PT Ponta Delgada Algumas empresas açorianas foram afectadas pelo ataque informático a nível global, sobretudo aquelas que têm os seus endereços electrónicos afectos à PT.

O Presidente da Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, Carlos Morais, confirmou isso mesmo, acrescentando que as empresas estavam à espera das instruções da PT para retomarem a sua actividade informática normal.

De fact, a PT Portugal foi alvo de um ataque informático que na sexta-feira atingiu várias empresas em Portugal, Espanha e Alemanha. 

Os trabalhadores da PT Portugal, que é dona da marca Meo, receberam ordens para se desligarem da rede interna, ficando impedidos de trabalhar a partir do meio-dia, indica o Observador.

A EDP, a NOS, o BCP, a CGD e a SIBS também avançaram com medidas de prevenção por causa do ataque. 

Este ataque informático foi detectado a nível internacional, com impacto em vários países, nomeadamente Portugal, afetando diferentes empresas de vários sectores. 

Na PT, todas as equipas técnicas  assumiram as diligências necessárias para resolver a situação, tendo sido activados todos os planos de segurança desenhados para o efeito, em colaboração com as autoridades competentes. 

A rede e os serviços de comunicações fixo, móvel, móvel, internet e tv prestados pelo MEO “não foram afectados”, assegurou fonte oficial da Portugal Telecom.

O ciberataque aproveitou-se de uma vulnerabilidade do sistema operativo Windows para entrar nos computadores, mas a Microsoft já esclareceu que foi adicionada protecção complementar contra o novo software malicioso.