Papa recebe “presépio de lapinha” feito pelos idosos da Misericórdia da Ribeira Grande

idosos - presepio para o Papa Os idosos da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande montaram um presépio de lapinha para oferecer amanhã ao Papa Francisco. Conforme explicou ao Diário dos Açores, António Pedro Costa, provedor da Santa Casa, uma vez que os idosos da Santa Casa, dentro das suas actividades ocupacionais e de lazer, executam tarefas integradas na preparação de vários eventos anuais, “ao tomarem conhecimento da visita do Papa a Portugal surgiu a ideia de oferecer uma lembrança ao Santo Padre. Na escolha do tipo de prenda, os idosos hesitaram entre um registo do Senhor Santo Cristo e uma lapinha, acabando por prevalecer a ideia do presépio de lapinha, exactamente porque o Papa Francisco é devoto de S. Francisco”, conta.

Depois de concluído, o presépio foi remetido ao Santuário de Fátima, que ficou incumbido de entregá-lo na Casa Pontifícia. António Pedro Costa deu conta que a Santa Casa já recebeu o certificado da recepção da lapinha e a informação de que será, de imediato, remetido para a Casa Pontifícia, dada a curta visita ao nosso país”. Durante a sua passagem por Portugal, o Santo Padre apenas tomará conhecimento das lembranças que lhe foram ofertadas. “A única tristeza dos idosos da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande é que não puderam entregar a lapinha directamente ao Sumo Pontífice”, diz o Provedor, acrescentando, porém, que “estão muito felizes por saberem que o Santo Padre terá a oportunidade de apreciar a sua lembrança”.

Para António Pedro Costa, “esta lembrança tem um simbolismo muito especial, pelo que a Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande acolheu de imediato a iniciativa e acarinhou a ideia, tendo estabelecido contactos com os serviços do Santuário, a fim de se remeter aquela bonita peça para Fátima. Os utentes do nosso Centro de Dia acreditam que o Santo Padre ficará contente com a sua oferta, pois aquele presépio típico de São Miguel passou a constituir uma peça de arte que se tornou muito valiosa, pela marca de regozijo e pelas preces que os nossos idosos deixaram dentro daquela lapinha”.

Cerca de cinquenta idosos entregaram-se a esta actividade “com grande entusiasmo, porquanto sabiam que o fruto do seu trabalho iria chegar às mãos do Papa Francisco, que tanto admiram e amam”, assegura o Provedor da Santa Casa advertindo que “a lapinha foi construída por algumas mãos trémulas e mesmo com alguma dificuldade de visão de certos idosos, mas os olhos do coração estavam repletos de alegria e entusiasmo aquando da sua armação”.

Confiante que a prenda dos idosos da Santa Casa irá agradar ao Papa Francisco, António Pedro Costa não tem dúvidas que o Santo Padre “apreciará esta prenda em particular, não apenas por ser um presépio com o seu simbolismo de ter sido criado por S. Francisco, mas que foi montado por idosos a quem sempre dedica muito carinho. Por outro lalado, tratou-se de uma iniciativa na qual os idosos depositaram um grande empenho e os mobilizou na recolha das peças tradicionais para incluir no presépio. Cada um quis colocar uma miniatura das figurinhas que compõem a lapinha e à medida que o presépio se componha, o entusiasmo crescia e a emoção tomava conta das suas conversas”, frisou.

O presépio é uma lapinha típica da ilha de São Miguel e é montado a partir de materiais naturais, nomeadamente rochas, musgos, conchas e areias e composto por figuras de barro em miniatura, geralmente feitas por artesãos propositadamente para as lapinhas.

Por: Olivéria Santos