Chega quer esclarecimentos sobre arquivamento de perda de mandato do autarca da Graciosa

graciosa

O Chega Açores fez saber que irá solicitar esclarecimento sobre o caso tornado público no passado dia 19 de Janeiro, sobre um suposto arquivamento de perda de mandato do autarca da ilha da Graciosa.

Explica o Chega que “está em causa o estranho arquivamento de um processo que poderá levar à perda de mandatos na Câmara de Santa Cruz da Graciosa, resultante de uma investigação conduzida por três inspectores da Inspecção da Administração Pública Regional”, adiantando que “a investigação determinou existir conflito de interesses e falta de transparência numa transferência verbas, que foi realizada dos cofres do município para uma associação cultural local, gerida pelo filho do Presidente e por dois autarcas. O caso foi arquivado por ordens do Inspector Regional da Administração Pública, contra a determinação dos inspectores que realizaram a investigação”.

Neste sentido, o Chega Açores já veio “repudiar publicamente este caso, que comprova a necessidade urgente de criar o gabinete de luta contra a corrupção”, recordando que esta foi “uma das exigências do partido para viabilizar o actual Governo Regional dos Açores”.