Transmissão dos principais momentos e arraiais das festas do Espírito Santo online no site da autarquia

 espirito santoA Mudança da Bandeira, do Centro Municipal de Cultura para os Paços do Concelho, designadamente, a passagem junto à Praça do Município, na sexta-feira; no sábado, o Desfile Etnográfico, a partir das 15h00, na Avenida Infante D. Henrique, com a participação de impérios das 24 freguesias, em que vão desfilar 50 carros de bois, 30 carros alegóricos, 20 grupos foliares e de folclore; no domingo, a Missa Campal, às 10h30, no Adro da Igreja Matriz de São Sebastião, celebrada pelo Bispo dos Açores, acompanhada pelo Coral de São José, e a passagem da Coroação, junto aos Paços do Concelho, na tarde de domingo, onde serão levadas 100 coroas e 100 bandeiras de 100 impérios de Ponta Delgada, que sairão do Campo de São Francisco para percorrer a cidade acompanhadas por 12 bandas filarmónicas, são os principais eventos das IX Grandes Festas do Espírito Santo de Ponta Delgada que serão, transmitidos, em direto, no sítio da Internet da Câmara Municipal de Ponta Delgada.
No endereço http://cm-pontadelgada.azoresdigital.pt, a transmissão online estará disponível na sexta-feira, 6 de julho depois das 19h00 locais, hora de saída da Mudança da Bandeira para a Câmara Municipal. No sábado, todo o Cortejo Etnográfico terá transmissão online, bem como a missa de domingo, sendo que a Coroação, poderá ser visualizada depois das 16h00.
A transmissão, via Internet, dos principais momentos das festas tem vindo a ser uma preocupação crescente da organização da Câmara Municipal que pretende que todos, especialmente, os emigrantes, possam ter acesso aos ritos principais das festividades.
Este ano, para além destes momentos, e havendo uma grande aposta na promoção da cultura popular, os arraiais da festa, de sexta-feira a domingo vão ser transmitidos, das 19h00 às 24h00, também, pela Internet.
Recordando o programa, na sexta-feira, o arraial começa pelas 20h30 com a apresentação de Folias do Espírito Santo, no coreto montado nas Portas da Cidade, seguindo às 21h00 o concerto da Banda Militar dos Açores, no palco que instalado na Praça do Município, às 22h30 a atuação do Grupo de Cantares de S. Vicente Ferreira, no coreto das Portas da Cidade, e às 23h00 o Grupo Cantares d’Outrora (Arrifes), no palco da Praça do Município, onde atua meia hora depois o Grupo de Cantares “Belaurora” (Capelas).
No sábado, às 19h30, a Banda Municipal de Ponta Delgada dá concerto no palco da Praça do Município e, a partir das 20h30 há folclore para ver no coreto das Portas da Cidade, designadamente, o Grupo Folclórico do Livramento, seguido pelo Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva. Uma pausa muito animada está marcada para as 21h30, no palco da Praça do Município, onde a atua a popular Tia Maria do Nordeste que vem de propósito para as Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada.
Depois, continuam, no coreto das Portas da Cidade, às 22h00, as danças tradicionais, primeiro com o Grupo Folclórico da Fajã de Baixo e, às 22h30, o Rancho Folclórico de Santa Cecília (Fajã de Cima). A noite fecha com a apresentação da peça de Teatro Popular “Deolinda Gégé e seus três maridos”, no palco da Praça do Município.
A noite de 8 de julho marca o encerramento das festas. O arraial começa às 19h00 com a atuação da Escola de Violas da Relva, no palco da Praça do Município e, continua, a partir das 19h30, no coreto das Portas da Cidade, com o Grupo Folclórico da Escola Preparatória de Capelas e o Grupo Folclórico de Arrifes.
Às 20h30, no palco da Praça do Município, há Cantigas ao Desafio. Pelas 21h00, regressa o folclore ao coreto das Portas da Cidade, com Grupo Folclórico Ilha Verde e o Grupo Folclórico de São Miguel.
A IX edição das Grandes Festas do Divino Espírito Santo do Concelho de Ponta Delgada encerra com um concerto da Orquestra Ligeira de Ponta Delgada, às 22h00, no palco da Praça do Município.
É de sublinhar a grande projeção que a RTP/Açores dá às Grandes Festas do Espírito Santo de Ponta Delgada, sendo o Cortejo Etnográfico, no sábado, e a Missa da Coroação, no domingo, transmitidos em direto pela RTP/Açores e RTP/Internacional.

PSP detém dois homens suspeitos de roubar mais de 20 garrafas de gás

pspA PSP/Açores anunciou ontem a detenção de dois homens suspeitos da autoria de mais de duas dezenas de furtos de garrafas de gás nos concelhos da Ribeira Grande, Nordeste e Povoação.
Os dois detidos, já “amplamente referenciados” pelas autoridades policiais, furtavam as garrafas de gás em bombas de gasolina, salientando a PSP que se tratava de “assaltos planeados, pois estudavam a hora de fecho dos postos, a localização das câmaras de videovigilância e a rotina da vizinhança”.
De acordo com a agência Lusa, as garrafas de gás eram transportadas num veículo de mercadorias previamente furtado e depois abandonadas em campos agrícolas na zona da Maia, na costa norte de S. Miguel, refere um comunicado da PSP/Açores.
Os dois homens, ambos residentes na freguesia de Fenais da Ajuda, no concelho da Ribeira Grande, são ainda suspeitos de ter abalroado um carro-patrulha da PSP da Maia durante uma perseguição policial, “quando transportavam garrafas de gás furtadas”.
A PSP revelou que esta operação, além da detenção dos dois indivíduos, permitiu “recuperar 17 garrafas de gás e uma viatura furtada que era utilizada nos assaltos”.
Os dois homens vão aguardar julgamento em liberdade, com obrigação de apresentações periódicas na Esquadra da PSP, não podendo ainda contactar um com o outro.

Investidos mais de 1,8 ME na construção da 1ª fase da EBI Rui Galvão de Carvalho

ClaudiaCardosoA Secretária Regional da Educação e Formação assinou ontem de manhã o contrato da 1ª fase do projeto de construção da EBI Rui Galvão de Carvalho, em Rabo de Peixe.
Uma obra que tem um prazo de execução de 12 meses, representando um investimento de 1 milhão e 840 mil euros, acrescidos de IVA à taxa legal.
Nesta primeira fase, será construído um novo edifício constituído por dois pisos, sendo que, no piso 0, vai ficar localizado o núcleo de Educação Especial, com salas de aula e respectivas salas de educação plástica, gabinetes de apoio aos professores, instalações sanitárias e arrumos.
Já no piso 1, contam-se as restantes salas de aula e salas de educação plástica, arrumos e instalações sanitárias.
Este novo edifício terá assim 18 salas de aula: 6 salas adaptadas à educação especial, 10 salas de educação plástica, 12 arrecadações para material didáctico, 3 salas de trabalho, 1 gabinete de atendimento, nomeadamente a encarregados de educação, 1 espaço técnico, 1 sala de arrumos para a limpeza e 14 instalações sanitárias adaptadas aos diversos grupos etários que compõem a comunidade escolar.
Na cerimónia de assinatura do contrato, Cláudia Cardoso salientou que “ao melhorarmos e ampliarmos os recursos físicos e as infraestruturas da Escola BI Rui Galvão de Carvalho, alargamos a sua capacidade infraestrutural, já que, no presente ano lectivo, esta escola conta com 1105 alunos do 2º, 3º ciclos, ensino regular, programa Oportunidade, cursos Reativar e  PROFIJ”.
Finalizada a obra, cujo contrato foi ontem assinado, os alunos passarão “a usufruir de condições mais adequadas à sua aprendizagem, já que não será mais necessário recorrer ao desdobramento das turmas e será já possível leccionar a matriz curricular em vigor para os 2º e 3º ciclos, sem os actuais constrangimentos de salas”, disse.
A Escola BI Rui Galvão de Carvalho passará assim a dispor de condições para leccionar as cargas horárias da matriz curricular em vigor, na Região Autónoma dos Açores, para o ensino básico.
A governante lembrou ainda que a 1ª fase do projeto da Escola BI Rui Galvão de Carvalho insere-se numa “operação alargada de reestruturação da rede escolar do sistema educativo regional que o Governo Regional, através da Secretaria competente na área da Educação, tem vindo a promover em passos seguros e determinados, no seu investimento na Rede Escolar Regional”, onde em São Miguel é de salientar o investimento na nova Escola de Água de Pau, na requalificação do bloco sul da Escola Secundária Domingos Rebelo ou ainda na nova Escola Básica Integrada de Ponta Garça, sem esquecer as novas instalações da Escola Gaspar Frutuoso, na Ribeira Grande.

Região recebe 2º grupo de estagiários do Eurodisseia

 O Director Regional do Trabalho, Qualificação Profissional e Defesa do Consumidor, Rui Bettencourt, recebe, dia 18 de junho, às 11h00, 23 novos estagiários ao abrigo do programa de estágios profissionais no estrangeiro Eurodisseia.
Os jovens, que se deslocam aos Açores para viverem uma experiência única proporcionada pelo programa Eurodisseia, são oriundos de França, das regiões de Rhone Alpes e Île-de-France; da Bélgica, das regiões de Bruxelas-Capital e Valónia; de Espanha, das regiões da Cantábria, Múrcia, Catalunha e Valência; da Roménia, da região Caras-Severin; e da Croácia, da região de Ístria. Têm como destino as ilhas de São Miguel, Terceira e Faial.
O recém-chegado grupo irá permanecer na Região durante os próximos seis meses, sendo que o mês de junho é dedicado exclusivamente à aprendizagem da Língua Portuguesa.
No restante período de estágio estão integrados em instituições ou empresas açorianas dos mais diversos sectores, desde a hotelaria/restauração, ao turismo, à biologia e ao ambiente, ao design gráfico, até a áreas como a fisioterapia, educação, o audiovisual e as ciências políticas.
Neste momento, estão a estagiar na Europa 32 açorianos.

Eurodeputada Maria da Graça Carvalho destaca potencial da Universidade dos Açores para financiamentos europeus

universidadeA eurodeputada social-democrata Maria da Graça Carvalho considerou o mar, a agricultura, a energia e a saúde como áreas de "grande potencial" para a Universidade dos Açores se candidatar ao 8.º Programa Quadro de Investigação e Inovação.

Maria da Graça Carvalho frisou que se trata de um financiamento "muito importante", salientando que vai "duplicar" as verbas europeias para ciência e inovação no próximo quadro comunitário, de 2014 a 2020, defendendo a necessidade de a Universidade dos Açores se preparar para poder aproveitar bem esta oportunidade.

A eurodeputada, que falava aos jornalistas no final de uma reunião com o reitor da Universidade dos Açores, considerou que a proposta da Comissão Europeia é "equilibrada", recordando que "o atual programa quadro tem cerca de 50 mil milhões, a proposta da Comissão é de 87 mil milhões e o Parlamento Europeu está a pedir 100 mil milhões".

"Temos esperanças que exista um forte aumento de financiamento", afirmou, destacando a importância dos financiamentos europeus para as universidades e centros de investigação em Portugal devido "a um menor financiamento público".

Maria da Graça Carvalho referiu que o futuro programa quadro "tem um terço do financiamento para temáticas livres, outro terço para a competitividade da indústria e o restante para os desafios da sociedade", abrangendo áreas como saúde, agricultura, mar, tecnologia e energia, onde considerou que os Açores "têm um grande potencial".

Por seu lado, Jorge Medeiros, reitor da Universidade dos Açores, salientou que a instituição possui competências instaladas e as infraestruturas necessárias, pelo que "chegou a altura de, cada vez mais, se candidatar a programas europeus desta natureza".

A reunião de sexta-feira foi promovida pela eurodeputada socialdemocrata Maria do Céu Patrão Neves, que destacou o facto de a Universidade dos Açores ser "a primeira academia no pais que está a ser visitada para debater o futuro programa quadro".

"Estamos a fazer uma auscultação directa às necessidades desta universidade para que venham a ser plasmadas no próximo programa quadro comunitário para a investigação", afirmou.